Mais que um Chili Pepper

John Frusciante, definitivamente, é o mais atuante dos quatro integrantes do Red Hot Chili Peppers. Além do ritmo acelerado que a banda exige, Frusciante ainda arranja tempo para composições de sua carreira solo e tudo que vem com ela, como gravação, produção, divulgação, etc..

Seu primeiro disco solo, Niandra Lades and Usually Just a T-Shirt, foi gravado em 1995, época em que John não estava no Red Hot e gravava suas canções apenas para vendê-las e comprar drogas, como ele mesmo admitiu anos depois. Vieram vários outros trabalhos, e Shadows Collide With People (2003) é o que tem mais faixas, sendo que algumas delas são apenas experiências com efeitos de pedais e sintetizadores que John gravou. Seu ano mais produtivo foi o de 2004. Lançou nada menos que cinco CDs, todos com suas especificidades. Em Curtains Frusciante apresenta uma sonoridade mais leve com grande presença de piano, violão e uma pitada de melancolia. Destaque, também, é The Will To Death, o primeiro com que tive contato.

Atualmente Frusciante segue com seu projeto paralelo chamado Ataxia, iniciado também em 2004, com Joe Lally do Fugazi e Josh Klinghoffer. A banda está prestes a lançar seu segundo disco, Ataxia II.

No mais, é isso aí.

Abrazz! Edgard Guedes

2 Respostas to “Mais que um Chili Pepper”

  1. fe lora Says:

    ow… cade os post diarios????


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: